Oração pelas famílias


Olá, alpinista!

Nesse momento de pandemia bem mais duradoura do que muitos esperavam, vivemos um momento impactante com nossas famílias. Seja por aqueles que estão longe e incapacitados de ver quem mais amam, ou seja por aqueles que estão convivendo de maneira tão mais intensa com suas famílias. O cotidiano de obrigações e afazeres tantas vezes distanciam os pais dos filhos, e nesse momento percebemos o quanto é importante a união. O indubitável é que essa instituição pode trazer muita força para enfrentarmos o dia a dia que tantas vezes está sendo cercado de incertezas e medo. Por isso, o Papa Francisco no início desse mês de julho, pediu que voltássemos nossas orações para as famílias:

A Igreja tem que animar e estar ao lado das famílias,

ajudando-as a descobrir caminhos que lhe permitam

superar todas estas dificuldades.

Rezemos para que as famílias no mundo de hoje

sejam acompanhadas com amor, respeito e conselho.


Diante desse tema, é inevitável refletir e nos espelhar na própria Sagrada Família, o exemplo perfeito do próprio Jesus Cristo, que fez questão de vir ao mundo em uma família para nos mostrar a importância que ela tem. Ele nos ensina que não existe um modelo certo de família, diante de Maria, uma mãe que aceita, sem nenhum planejamento, um desafio de gerar e criar o filho, que é o filho de Deus; e de José, um pai que acredita e acolhe Maria como sua esposa e o seu filho concebido pelo Espírito Santo. A Sagrada Família nos ensina de forma muito clara que o mais importante na família é o amor, que é a presença do próprio Deus, a Honra aos pais (Eclo 3, 3 – 6) e a fé: Maria, José e Jesus oram, participaram de peregrinação e vivem uma vida ativa na Igreja.

Então, para fazermos nossa oração segundo o desejo do papa, convido você a refletir um pouco mais a Oração pela Família, de padre Zezinho:


Que nenhuma família comece em qualquer de repente; Que nenhuma família termine por falta de amor – Toda família é fruto do planejamento de Deus, seja ela sonhada por anos ou por um só dia pelos pais, a própria Maria não planejava conceber o filho de Deus naquele momento, ela não havia se casado ainda e não esperava engravidar, mas Deus já sabia de tudo, e a base da família deve ser sempre em Deus. A falta do amor é a falta do próprio Deus, do perdão e compreensão, se a família não tiver o amor como seu alicerce, é muito mais difícil sua harmonia. Que possamos compreender os planos de Deus para nossas famílias.


Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente; E que nada no mundo separe um casal sonhador – O casal em si já é a família, e essa família é uma só unidade, que precisa estar em sincronia entre si, amar o outro por completo, pois o amor é o elo de fortalecimento para que se mantenham unidos. Que possamos ter Deus sendo o próprio amor que une nossas famílias.


Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte; Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois - O local que abriga a família deve ser um templo para eles, toda família merece ter um lugar digno para que possam morar, e que neste lugar somente a família tenha a maior importância, e não tenha interferências de outras pessoas que possam prejudicar sua harmonia. Que Deus possa proteger todas as famílias que por algum motivo não tenham moradia.


Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte; Que eles vivam do ontem, do hoje em função de um depois – A esperança, a perseverança e o crescimento na fé são os horizontes do Cristão, o estudo, a ação e a oração são também o tripé dentro da família e é a missão dela. O ontem é o que Deus nos ensina sobre o passado através da Palavra, o hoje é nossa vida seguindo esses ensinamentos, e o depois é a esperança da vida eterna que Ele nos prometeu. Que nós possamos ter Deus como o horizonte de nossas as famílias.


Que a família comece e termine sabendo onde vai; E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai; Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor; E que os filhos conheçam a força que brota do amor! – A família deve ter consciência de sua importância, e do papel de cada um nela, que o pai possa carregar não só as obrigações de sustentar a família como muitas vezes pensa-se que apenas esse é seu papel, mas sim o amor de fazer parte dela e estar com seus filhos. A mãe, assim como Maria foi, é a figura carinho e cuidado, não que os outros membros não sejam, mas é uma representação de quem irá inspirar e semear esses sentimentos na família. Os filhos irão aprender sobre o amor com os seus pais e irão agir como um reflexo dos mesmos. Que cada um de nós possa compreender nosso papel e o caminho de nossa família em Deus.


Abençoa, Senhor, as famílias, Amém! Abençoa, Senhor, a minha também! – A benção de Deus é o reconhecimento de que necessitamos dEle, e pedimos a Sua presença; é a interferência concreta de Deus em nossas vidas. Pedimos para que ele abençoe a todos que amamos e que queremos o bem, e pedir isso mostra que entendemos sua superioridade e onipotência, e que somos devotos. Que saibamos pedir a benção de Deus para todos de nossas famílias e para todas as famílias.


Que marido e mulher tenham força de amar sem medida; Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão – O amor é o próprio Deus, e é o motivo do carinho, cuidado, companheirismo e do perdão. Sem o perdão, não se tem o amor por completo, precisamos saber pedir e dar o perdão, assim como Jesus nos mostrou, e se não conseguimos fazer isso dentro da própria família, não conseguiremos fazer em nenhuma outra situação. Que consigamos perdoar as imperfeições e erros de nossas famílias.


Que as crianças aprendam no colo, o sentido da vida; Que a família celebre a partilha do abraço e do pão! – Jesus escolheu vir ao mundo vivendo também a infância para nos mostrar a importância dessa fase na formação de cada pessoa, pois é justamente quando aprendemos com nossa família o que é viver, e para que vivemos. E essa família vai mostrar para a criança desde cedo os ensinamentos de Deus, um deles é a partilha, não só das coisas materiais como o pão, mas também a conexão sentimental de amor, através do carinho e cuidado como num abraço. Que saibamos partilhar nossas vidas com nossas famílias.


Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos; Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois – A fidelidade é muito importante entre a família, ela é natural quando há verdadeiramente amor, e é a principal resposta à confiança que deve existir entre os membros. A falta de confiança se manifesta como ciúme, que não faz sentido uma vez que se acredite no amor do outro, e causa desarmonia e desunião. Que sejamos fiéis e confiantes em nossas famílias.


Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho; Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois – Diante de todo o universo do que é uma família, o mais importante é a esperança “do céu”, que é a certeza de Deus, vivida hoje e para toda a Eternidade. Que nossas famílias possam crer em Deus sempre.

"Que a família comece e termine sabendo onde vai

E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai

Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor

E que os filhos conheçam a força que brota do amor!

Abençoa, Senhor, as famílias! Amém!

Abençoa, Senhor, a minha também!"

Pe. Zezinho

Finalizamos então com o convite para que sigamos rezando pelas famílias e trilhando junto com nossa família o caminho de Deus. Vamos perseverar na fé com nossos pais, filhos e irmãos para que possamos ser fortalezas para o outro. Obrigado e que Deus nos abençoe!


Momento Projeto de Oração, Salvador, 31.07.2020










#momentoprojetodeoração #oração #oracaopelasfamilias #padrezezinho #OraçãodoPapa

Outros Posts

Bahia - Pernambuco - Sergipe

© 2016 por Movimento Escalada.