Momento projeto de oração - É TEMPO DE ADVENTO



“O advento é a espera, a esperança. Como uma gestante que aguarda seu bebê, assim esperamos o Natal, quatro semanas antes, cultivando bons sentimentos e pensamentos.” Homília de Frei Dé, 25/11/2018.

Todo ano ouvimos falar sobre o Advento e o Natal. Mas, por que, na maioria das vezes, quando nos perguntam o que é o Natal, respondemos prontamente “o nascimento de Jesus”, e quando nos questionam sobre o Advento, não sabemos responder de prontidão? Será que estamos condicionados ao aspecto meramente festivo do Natal? Pois bem. O Advento, do latim adventum, significa vinda ou chegada. Recebem este nome as quatro semanas antes do Natal. Celebramos nesse período a dupla vinda de Jesus Cristo: o seu nascimento, em Belém, e o dia em que retornará, segundo as profecias bíblicas, para o Juízo Final. A Festa do Natal de Jesus foi o maior acontecimento da História: “o Verbo se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1, 14). Dignou-se a assumir a nossa humanidade, sem deixar de ser Deus. É tempo de alegria, mas uma alegria reflexiva.Se Jesus Cristo retornasse hoje, meu coração estaria pronto para recebê-lo? E a minha vida até aqui, estaria sendo vivida no caminho do Senhor, segundo os seus Mandamentos e a sua Palavra? No Juízo Final eu iria para o céu ou para o inferno? Nas duas primeiras semanas do Advento, a liturgia nos convida a vigiar e esperar a segunda vinda gloriosa do Salvador. No dia do Seu retorno, o Senhor colocará um fim na História humana, mas o nosso encontro com Ele, também, está marcado para logo após a morte. Já nas duas últimas semanas, tentamos vivenciar a espera dos profetas e de Maria. Preparamo-nos de forma mais especial para celebrar o nascimento de Jesus em Belém. Os Profetas anunciaram esse acontecimento com riqueza de detalhes; “nascerá da tribo de Judá, em Belém, a cidade de Davi e seu Reino não terá fim”. Assim podemos refletir: de que adianta limpar e arrumar toda a casa, enfeitar árvores, comprar presentes, fazer presépios, e não oferecer o que Jesus mais quer de nós: o nosso coração livre e sem pecados? Eis a proposta do advento: estarmos atentos, vigilantes, orantes e alegres. É preciso recordar que a principal preparação neste período deve ser interior, na espera da vinda de Jesus. Passemos então a viver o Advento e o Natal, em sequência, em complemento. Desse modo, contextualizando o interlocutor, responderemos o que é o Natal, mas não sem antes explicar a importância de se preparar para este momento nas semanas que o antecede. É preciso preparar a alma e a casa, digo. Nessa ordem. Não. Não estamos condicionados ao aspecto meramente festivo do Natal. SÍMBOLOS DO ADVENTO: A coroa do Advento é feita de ramos verde, sinal de esperança e vida, enfeitada com uma fita vermelha que simboliza o amor de Deus que nos envolve, e também, a manifestação do nosso amor que, espera ansioso o nascimento do Filho de Deus. É composta por quatro velas (a cada domingo acende-se uma delas) nos seus cantos – presas aos ramos formando um círculo. O círculo não tem princípio, nem fim. É sinal do amor de Deus que é eterno e também da nossa ininterrupta dileção ao Criador e ao próximo. As velas querem representar as várias etapas da salvação, sobretudo para significar a espera Daquele que é “a Luz que ilumina todo homem que vem a este mundo” (João 1,9), e que está para chegar. Então, nós, O esperamos com luzes, porque O amamos e também queremos ser, como Ele, Luz. Movimento Escalada em Salvador, 01 de dezembro de 2018

#momentoprojetodeoração #amoremmovimento

Outros Posts

Bahia - Pernambuco - Sergipe

© 2016 por Movimento Escalada.