Palavra do Alpinista - Lari


A minha relação com Maria é como o broto de uma rosa branca, onde foi plantada no meu encontro em 2017, e segue desabrochando.

Sim, eu conhecia Maria. Conhecia a Maria santa, a Maria mãe, a Maria protetora. Mas eu não conhecia a Maria amiga ou a Maria exemplo de ser pessoa, muito menos a Maria alpinista.

Para mim, Maria em sua plenitude, amor e luz, incontestáveis, estava distante. Ela era quase inalcançável. Quase porque, hoje, a minha relação com Maria tem tudo a ver com descobertas, intimidade e autoconhecimento.

Eu venho dizendo aos meus amigos que ainda não me sinto preparada para falar dela, mas, como sempre, o tempo de Deus é totalmente diferente daquele que a gente acredita ser o nosso. Eu tentei fugir, não assumir essa, até então na minha mente, pesada responsabilidade, senti medo e receio, mas a partir desse e de tantos outros chamados eu comecei a crer que Deus realmente sabe o quanto eu preciso de Maria.

Nesse último ano, eu tenho entendido e afirmado o tanto que esse cultivo tem sido importante na minha vida, e como o que eu tratava como pesado se tornou leve como um presente e puro como todo o amor que vem dela. Desde a doçura à sabedoria, da santidade à caridade, da disponibilidade ao cuidado, Maria vem sendo para mim o exemplo de Ser Pessoa que eu nunca imaginei conhecer e tem feito desabrochar amor em mim toda vez que, seguindo seu exemplo, eu digo sim e vou, sem medo, servir.

Por fim compreendi que não me resta mais nada a não ser agradecer a essa Mãe por ter plantado sementes em mim há dois anos atrás e ter, pacientemente, me regado, me dado tempo, luz e nutrição (amor) para que hoje eu começasse a florescer e entender que do seu amor não tem porque correr.

Lari, 27ª Escalada Regular em Cruz das Almas, 2017, Talismã.

#palavradoalpinista #pessoaemclimadeoração

Outros Posts

Bahia - Pernambuco - Sergipe

© 2016 por Movimento Escalada.