DEUS VAI NOS CAPACITANDO



Eu tinha apenas 10 dias que tinha feito o encontro quando fui convidado a participar das reuniões do Projeto Arauto. Na época, eu não podia frequentar o Zonal, pois eu tinha reunião de outras coisas da Paróquia Nossa Senhora da Luz, da qual já era paroquiano há algum tempo. Como naquele momento, o Arauto era o meu único vínculo inicial com o Escalada, isso me fazia querer participar do Projeto.

O meu maior desafio era entender como ser útil dentro de um projeto de comunicação já que sou fisioterapeuta e nunca tinha tido contato com a área. Entretanto, ao longo do tempo a gente vai percebendo e descobrindo novos dons dentro de nós. Impressionante como Deus vai nos capacitando, e nos mostrando que podemos ser útil de outras formas, dando ideias, escrevendo textos, matérias, gerenciando ações do Projeto... e assim fui superando esses pequenos desafios.

O Projeto me mostrou que sou capaz, apesar de pouco entender de tecnologia e regras de comunicação. Isso traz para dentro de nós a vontade de desbravar novas coisas, enfrentar novos desafios! Trouxe-me também a forma de entender que cada pessoa tem seu tempo para produzir e executar as coisas.

Estar no Arauto é uma experiência ímpar e bem humorada! Nada falado no Arauto é bobagem, é besteira. Tudo pode ser tirado proveito, ser reformulado, ser conduzido para outra ação... Nada é descartável 100%! E isso faz do projeto um poço de momentos incríveis e com a presença mista de risadas e seriedade! Recomendo a todo alpinista participar de uma reunião!

Após algum tempo, recebi a missão de coordenar o Projeto. Coordenar é uma missão que vai além do gerenciamento de um trabalho. Você entra um pouco no dia a dia dos membros, nos seus desafios pessoais, e isso vai trazendo para você compreensão que o que importa não é a agilidade com que determinado serviço é feito, mas o amor em cada ato, cada doação, cada dedicação. É perceber que Deus está nessas ações nos fazendo instrumento. E acabam surgindo novas e intensas amizades! Vem-me na cabeça o trecho de uma música: "De doze surgiram milhões, milhões seguindo só um...”.

“O que importa não é a agilidade com que determinado serviço é feito, mas o amor em cada ato, cada doação, cada dedicação”.

Somos mais que milhões de comunicadores, somos todos Arautos do Evangelho!

Alexandre Carvalho - Xande

20ª Escalada Master de Salvador - Semear


Outros Posts