É A MINHA CASA, É ONDE EU SOU ALPINISTA



A Paróquia Nossa Senhora da Luz entrou na minha vida como uma presença constante quando eu fiz o encontro do Escalada em 2006. Logo no início, não sabia muito sobre ela, mas durante a caminhada no Movimento passei a frequentar mais assiduamente os eventos da paróquia, algumas vezes como representante do Escalada. Foi justamente em um desses eventos onde representei o Movimento, o Acampamento de Liderança Jovem da PNSLUZ, em 2012, que fui realmente apresentada à minha paróquia.

Naquele retiro pude conhecer outros grupos e pastorais, assim como também juntos, identificamos que a juventude da luz não se conhecia, faltava integração. Na ocasião, uma das ideias foi criar um conselho da juventude para que pudesse aliar as atividades da juventude ao calendário da paróquia assim como o calendário do Escalada, tão concorrido por conta das atividades arquidiocesanas.

Logo depois deste encontro não acompanhei muito o desenrolar das ações. Entretanto, alguns anos depois o Movimento me convidava mais uma vez para ser representante no recém-criado setor juventude PNSLUZ, em 2015, que era composto por dois representantes de cada grupo e pastoral. Durante este tempo, foram inúmeros os esforços para promover a interação da juventude como gincana, encenação da Via Sacra, caminhada Paz e Luz, Mostra da Luz, entre outros. Com certeza para os alpinistas paroquianos da Pituba foi muito bom, pois pudemos conhecer os outros jovens da paróquia e compartilharmos conhecimento e viver a nossa fé.

Uma das coisas mais legais que pude viver durante o período em que fiz parte do Setor Juventude foi ser representante da paróquia na forania 6, da qual fazemos parte, pois podemos conhecer a juventude da nossa forania, e interagir com eles na peregrinação da Cruz da Jornada Mundial da Juventude e da Visita dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida. Essa experiência foi como sair dos muros da paróquia e conhecer a adversidade dos jovens das paróquias adjacentes e ai vi o quanto somos uma paróquia rica de juventude. Enquanto tínhamos paróquia sem grupo de jovens, na nossa paróquia tínhamos mais de um e foi naquele momento que notei a importância dos inúmeros carismas que temos na nossa comunidade, pois falamos do amor de Cristo dentro do carisma de cada grupo assim abarcando tantos “Chicos e Terezinhas de Jesus”.

Nós somos o futuro de cada paróquia em que estamos presentes e por isso admiro a importância do Movimento Escalada pois em cada paróquia onde estamos somos serviço e buscamos incessantemente ajudar na evangelização e a cada encontro que se passa, os alpinistas conhecem a importância de ser comunidade.

“Em cada paróquia onde estamos, somos serviço e buscamos incessantemente ajudar na evangelização”

É pensando em inserir os jovens na participação das atividades da paróquia, que recentemente o Movimento pôde contribuir com mais esforços na Feira da Integração de 2016, com a criação da Barraca Árabe.

Ser responsável por uma barraca na feira da paróquia da Pituba sempre foi um desejo do Escalada, já que o Movimento tem participação ativa nas feiras das outras paróquias em que se faz presente. A responsabilidade por uma barraca não nos impedia de continuar ajudando as outras barracas e na organização do palco. Entretanto, atendia o anseio de ser cada vez mais presente no serviço a PNSLUZ.

A implantação desta barraca foi um desafio do qual eu, Rafa Dantas, Goiabinha e tantos outros alpinistas fizemos parte. Foi cansativo, algumas vezes estressante, mas muito, muito gratificante.

Não tínhamos nada, nem um mísero lençol para montar uma barraca. Entretanto, corremos atrás do conhecimento por meio dos alpinistas que já tinham alguma experiência em feira. E foi assim, pouco a pouco, que fomos construindo a barraca. Nesses dois anos de feira tivemos em média 60 alpinistas voluntários que se revezaram durante turnos nos quatro dias de feira. Pela primeira vez, desde a minha inserção na paróquia, não tinha visto tantos alpinistas reunidos para um evento da PSNLUZ. Foi lindo!

Cada momento que passamos foi recompensado quando pudemos identificar que o nosso esforço contribuiu positivamente com a manutenção da nossa paróquia, seus projetos sociais e que cada vez mais os alpinistas da Pituba estavam integrados junto à sua comunidade.

Para mim, fazer parte desta paróquia é um presente. Aqui eu faço amigos, aprofundo os conhecimentos sobre a minha religião, me reúno em oração, participo dos momentos importantes de comunidade e sinto todos aqui como uma família. É a minha casa, é onde sou alpinista, é o lugar que a cada missa eu sinto o amor de Deus, e aprendo cada vez mais a amar como Ele amou.

Aline Moita - Moita

13ª Escalada Master de Salvador - Sinais


Outros Posts