top of page

Tema Anual 2023: Com Maria, partir apressadamente para amar e servir



O ano de 2023 será de grande importância para as juventudes católicas de mundo, pois será ano de JMJ em Lisboa.


Para o Movimento Escalada, em especial, essa jornada tem muito a dizer pois, quis a Divina Providencia, que o tema desse encontro mundial das juventudes correspondesse aos versículos que usamos como inspiração para nossa devoção Mariana sob o título de Nossa Senhora do Escalada.

Maria saiu apressadamente para chegar a casa de Isabel pelas montanhas de Judá.


Como jovens alpinistas somos convidados a renovar o nosso empenho em seguir o exemplo deixado por Nossa Senhora, saindo apressadamente para ir ao encontro do outro, amando e servindo.


Se, por um lado, esse “outro” é o jovem que nos espera para apresentar-lhe o Cristo Jesus e a Igreja através do carisma do Ser Pessoa em Clima de Oração - e não podemos deixar de lado o que nos é constitutivo - existem muitas variações possíveis que não podemos deixar de lado.


Precisamos sair apressadamente em direção aos mais de 33 milhões de pessoas que passam fome em nosso Brasil, como nos alerta a Campanha da Fraternidade. Nenhum cristão ou pessoa de boa vontade pode ficar alheio a fome do outro, pois, como dizia Betinho, quem tem fome, tem pressa.


Sair apressadamente em direção a quem tem fome significa tornar-se protagonista da vida do outro, do caminho do outro. Compadecer-se do outro e agir no agora possível em vista de construir um futuro diferente. É preciso, simultaneamente, matar a fome e construir possibilidades para que ela não mais exista.


Sair apressadamente, como Maria, nos dias atuais, deve nos levar a construir pontes de diálogos numa sociedade dilacerada pelos muros dai intolerância e da guerra. Precisamos ser construtores da paz, artífices de comunhão.

No tempo que se chama hoje, sair apressadamente com e como Nossa Senhora consiste, ainda, em anunciar que Deus fez e faz maravilhas em nossa vida através da vida fraterna, da comunhão comunitária, no pertencimento à Igreja de Cristo.


Maria saiu para, ao chegar, cantar o Magniticat, com suas afirmações proféticas de destituição do trono e esvaziamento de quem está cheio e do seu louvor a Deus por tudo que Ele é e faz.


O ano de 2023 para o Escalada deve ser, portanto, ano de saídas, de retomadas, de avanços e confirmações no desejo que gera atitude, lutando contra toda forma de acomodação.


Retomamos, de certa forma, o Tema Anual pós JMJ Rio, inspiradora nas últimas palavras da homilia do Papa Francisco, na Missa de Envio: Vamos, sem medo, servir.

Agora acrescentamos: ir, apressadamente (e sem medo), para amar e (servir).


Com a Virgem Alpinista, sigamos como irmãos e irmãs.


Pe. Manoel (Mané) Filho

Comments


Outros Posts
bottom of page