As Dores de Nossa Senhora


Conforme uma antiga tradição, no dia 15 de setembro, nós, cristãos católicos recordamos as sete dores de Nossa Senhora, momentos de sofrimento profundo, em que Maria Santíssima, unida ao seu Filho Jesus, compartilhou de modo único tamanho Amor e dor por Seu sacrifício.

Nossa Senhora das Dores... esse é um dos nomes pelos quais Maria é venerada, com a sua imagem representada por sete espadas ou flechas transpassadas em seu coração, simbolizando asprovações que Maria passou por Seu Filho Amado.

Nesse mês da bíblia, é importante destacar que todas as dores vivenciadas de forma tão profunda são narradas no livro sagrado. E para todos nós, cristãos perseverantes na fé, é importante compreenderquão profundo foi o sofrimento de Nossa Senhora e meditarmos sobre “As Sete Dores de Maria”, osmomentos martirizantes que ela viveu.

Assim, a devoção a Nossa Senhora das Dores, se origina a partir do testemunho dos Evangelho: “E a ti, uma espada traspassará tua alma!” (cf. Lc 2,35) e “perto da Cruz de Cristo estava Maria sua Mãe, (cf. Jo 19,25-27). Estas e outras passagens do Evangelho retratam a presença da Virgem Maria navida de seu Filho em todos os momentos de dor e solidão: quando Jesus percorria o doloroso sofrimento,sua morte e Paixão ao assumir a vontade do Pai, a Mãe sempre estava com ele, numa lição verdadeira decompaixão; Maria sofre por Cristo, mas também sofre com Ele com todo o sofrimento que aflige a sua alma.

A primeira dor de Maria foi ouvir o velho Simeão lhe apresentar a “espada da dor” que iria acompanhá-la por toda a vida. A segunda dor foi seu desterro para o Egito, com José e o Menino, fugindo da perseguição de Herodes. A terceira é a perda de Jesus em Jerusalém, aos doze anos. Ao entrar no Templo, após três dias de procura aflita, ela diz: “Filho, por que procedeste assim conosco? Eis que teu pai e eu te procurávamos aflitos” (Lc 2,48). Na quarta dor Maria vive os tormentos da Paixão: encontra Jesus no caminho do Calvário, flagelado, coroado de espinhos... Que mãe poderia aguentar tamanha dor?

Na quinta dor, Maria vê Jesus ser crucificado, o sangue jorrando de Suas mãos e pés, a cruz sendo levantada e participa da agonia indescritível de seu Amado Filho, até a morte. É o golpe mais cruel e mais profundo da espada predita por Simeão. Quem poderia sofrer um martírio maior que este? Maria assiste toda malvadeza humana contra Jesus... “de pé aos pés da cruz” (Jo 19,25). Na sexta dor, a Mãe recebeu nos seus braços o Filho morto, que foi descido da cruz por Nicodemos e José de Arimatéia (Jo 19,38ss.).

A sétima dor foi a da solidão da Mãe que deixou no túmulo o Filho amado. Nessas dores ela não desesperou e não se revoltou, perdoou todo tipo de blasfêmia proferida contra Jesus e aceitou submissa e obediente a vontade de Deus, a quem disse desde o começo: “Faça-se em mim segundo tua palavra” (Lc 1,38). Maria, como Jesus, bebeu até a última gota o cálice da dor e repetia com Jesus: “Pai, perdoai-lhes...” (Lc 23,34)

Hoje, convidamos a cada leitor alpinista a refletir pelas sete dores de Nossa Senhora a fim de que possamos entender a profundidade da dor da Mãe ao sofrer por seu Filho Tão Amado. Juntos, oremos:

Reze um Credo, um Pai Nosso e uma Ave Maria em honra da Santíssima Trindade.

1a Dor de Maria: Pela dor que sofreu ao ouvir a profecia de Simeão, de que uma espada transpassaria o vosso Coração,

Mãe de Deus, ouve a nossa prece! (Reze uma Ave Maria)

2a Dor de Maria: Pela dor que sofreu quando fugiu para o Egito, apertando ao peito virginal o Menino Jesus para o salvar das fúrias do ímpio Herodes, Virgem Imaculada, ouve a nossa prece! (Reze uma Ave Maria)

3a Dor de Maria: Pela dor que sofreu na perda do Menino Jesus por três dias, Santíssima Senhora, ouve a nossa prece! (Reze uma Ave Maria)

4a Dor de Maria: Pela dor que sofreu quando viu seu filho Jesus com a Cruz ao ombro, a caminho do calvário, virgem Mãedas Dores, ouve a nossa prece! (Reze uma Ave Maria)

5a Dor de Maria: Pela dor que sofreu quando assistiu à morte de Jesus, crucificado entre dois ladrões, Mãe da Divina graça, ouve a nossa prece! (Reze uma Ave Maria)

6a Dor de Maria: Pela dor que sofreu quando recebeu nos seus braços o corpo inanimado de Jesus, descido da Cruz, Mãe dos Pecadores, ouve a nossa prece (Reze uma Ave Maria)

7a Dor de Maria : Pela dor que sofreu quando o Corpo de Jesus foi depositado no sepulcro, ficando na mais triste solidão,Senhora de todos os povos, ouve a nossa prece! (Reze uma Ave Maria)

Movimento Escalada em Salvador, 15 de setembro de 2019.

#momentoprojetodeoração #oração #nossasenhoradasdores #doresdenossasenhora

Outros Posts