Momento Projeto de Oração - São Pedro e São Paulo



São Pedro e São Paulo: Grandes Lideranças Cristãs como Inspiração para Vivência do Ano do Laicato.

Durante esse mês de Junho, não podemos esquecer dos nossos queridos e amados apóstolos: São Pedro e São Paulo! No dia 29 de junho, nós, cristãos católicos, celebramos a santidade de vida desses dois santos, que são considerados os principais líderes da Igreja Cristã Primitiva: "os cabeças dos apóstolos ". São grandes exemplos para a nossa vivência cristã tanto por sua fé e pregação, como pelo ardor e zelo missionários. Pedro, que tinha como primeiro nome Simão, era natural de Betsaida, irmão do apóstolo André. Pescador, foi chamado pelo próprio Jesus e, deixando tudo, seguiu o Mestre, estando presente nos momentos mais importantes da vida do Senhor, que lhe deu o nome de Pedro. A princípio, Pedro era fraco na fé, chegando a negar Jesus durante o processo que resultaria em Sua morte por crucifixão. O próprio Senhor o confirmou na fé após Sua ressurreição (da qual o apóstolo foi testemunha), tornando-o pregador do Evangelho através do Espírito Santo de Deus, no Dia de Pentecostes, tornando -se líder da primeira comunidade. Pregou no Dia de Pentecostes e selou seu apostolado com o próprio sangue, sendo martirizado em uma das perseguições aos cristãos. Pedro foi crucificado de cabeça para baixo a seu próprio pedido, por não se julgar digno de morrer como seu Senhor, Jesus Cristo. Escreveu duas Epístolas (cartas dos apóstolos) e, provavelmente, foi a fonte de informações para que São Marcos escrevesse seu Evangelho. Paulo, cujo nome antes da conversão era Saulo ou Saul, era de Tarso. Recebeu educação de Gamaliel, um dos grandes mestres da Lei na época. Tornou-se fariseu zeloso, a ponto de perseguir e aprisionar os cristãos, sendo responsável pela morte de muitos deles. Converteu-se na fé cristã no caminho de Damasco, quando o próprio Senhor Ressuscitado apareceu para ele e o chamou para o apostolado. Recebeu o batismo do Espírito Santo e preparou-se para o ministério. Assim, Paulo tornou-se um grande missionário e doutrinador, fundando muitas comunidades. Antes perseguidor, depois passou a ser perseguido, sofreu muito pela fé e foi coroado com o martírio, sofrendo morte por decapitação. Escreveu treze Epístolas e ficou conhecido como o “Apóstolo dos gentios”.

Com isso, não podemos deixar de lado a grande inspiração deixada para todos nós, leigos. Que neste ano do Laicato, cujo tema é: “Cristãos, leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino” possamos ser, mais uma vez, convidados a assumirmos toda a força de nosso batismo. Devemos sempre lembrar da expressão “Igreja em saída”, pois delega a nós, leigos, o protagonismo evangélico, expresso por Jesus: “Eu não vim para ser servido, mas para servir”. Estar em saída remete a deixarmos nossa zona de conforto e partirmos em busca do Reino de Deus que possibilita ao outro, sobretudo, ao irmão necessitado de alimento, dignidade e de Deus, como indica o Papa Francisco. Portanto esta é a proposta do Ano do Laicato que está nos chamando, dentro da nossa realidade, de nossa condição de vida, de nossas possibilidades. Eis a mais pura verdade: O Senhor não nos ata fardos ou pesos, mas pede a nós respostas e ações que estão em nossas capacidades, ainda que não as saibamos. Como leigos, devemos responder a essa convocação: em nossas casas, em nossas famílias, em em nossa vizinhança, em nossa paróquia. São Pedro e São Paulo, rogai por nós! Movimento Escalada em Salvador, 29 de junho de 2018.

#momentoprojetodeoração #amoremmovimento

Outros Posts

Bahia - Pernambuco - Sergipe

© 2016 por Movimento Escalada.