Ser Missionário


O centro de nosso carisma enquanto alpinistas nos convida a refletirmos e contemplarmos o Ser. Nós Somos Pessoas em Clima de Oração. Somos Cristo, Somos Maria, Somos Igreja. Ser pressupõe um estado constante que se diferencia de um mero estar. Ser é ir profundo. Outro aspecto que faz parte da nossa essência enquanto cristãos (que naturalmente perpassa em nosso carisma enquanto alpinistas) é o Ser Missionário. Contemplemos A palavra: “Não se acende uma lâmpada para coloca-la debaixo de uma caixa, mas sim no candelabro, onde ela brilha para todos os que estão em casa” (Mt. 5, 15-16).


Quando alguém me pergunta o que é Ser Missionário, invariavelmente, essa passagem vem em meu coração. Deus nos mostra de uma forma clara, direta e profunda. Existe algo que é objeto constante de agradecimento em minhas orações: os presentes que Deus nos apresenta. São gratuitos e basta estarmos atento para identifica-los. Deus é muito bom com a gente! Quando temos a possibilidade (presente!) de encontrar o Cristo Transfigurado em sua plenitude divina, passamos, da mesma forma que os primeiros membros da Igreja Primitiva, a ser estandartes e bandeiras dessa experiência.

Fomos escolhidos a ser luz. O que estamos fazendo com essa luz e com esse presente que é a experiência em Cristo? Ser Missionário pressupõe necessariamente colocar essa luz em um candelabro para que possa irradiar os mais longínquos e escuros cantos. Levar essa luz, assumir nossa Missão não é uma opção. É, sem dúvidas uma obrigação nossa! Não basta pura e simplesmente amar se esse amor não é disseminado e posto a serviço em nossa vida.

Ser Missionário é condição necessária à nossa caminhada. Levar, semear e acompanhar a luz de Cristo a todos os cantos é uma forma de devolver todos os presentes que Deus nos dá. E não nos acomodemos. Não digamos que é difícil, que não temos tempo, que estamos assoberbados, que é cansativo. Lembremo-nos que os apóstolos foram missionários levando Cristo a inúmeros lugares se deslocando a pé ou no lombo de um animal.

Ser missionários é se desinstalar! É se instigar e buscar ir! Foi assumindo essa obrigação que no último fim de semana o Movimento Escalada se uniu em missão para festejarmos e levarmos luz a mais 40 novos irmãos alpinistas como o 6º Escalada em Jequié – SER. O Escalada em Jequié, após os primeiros quatro anos (1996/1999) passou um tempo sem encontros. Contudo temos uma certeza incontestável: nunca deixaram de Ser!


A luz estava fraca, porém acesa. O Espírito Santo de Deus soprou e a luz pequena que estava escondida foi recolocada em um candelabro e voltou a brilhar para todos. Renasceu! Um sonho experienciado por muitas partes do corpo que é nosso Movimento. Jequié reuniu irmãos de Ilhéus, Itabuna, Canavieiras e Salvador que, em uma renovadora experiência em Cristo, entregaram-se nessa Missão. O Escalada em Jequié é presente, realidade e futuro! Jequié é um presente para o Movimento. Jequié é luz! Alegremo-nos e, inspirados nessa experiência, sejamos sal e luz. Vamos, sem medo, servir. A missão é grande! Sejamos Missionários!

“Ser sal, ser sabor, permitir navegar!”

Gabriel Galo - 59ª Escalada em Salvador - Nós

#missionário

Outros Posts

Bahia - Pernambuco - Sergipe

© 2016 por Movimento Escalada.