Entrevista: Carol Negredo



Movimento Escalada - Fale um pouco sobre a sua história no Movimento: Como entrou no Movimento? Quando fez encontro? Fez o encontro de que paróquia? Já coordenou o Movimento? Quando? Quando se tornou Conselheiro?

Carol Negredo - Eu fiz a 36ª Escalada em 1996, no Zonal Pituba. Meus pais sempre incentivaram minha participação e de minha irmã em encontros de crianças/jovens e uma tia paroquiana da Pituba indicou que minha mãe procurasse o grupo de jovens da Pituba.

Lembro até hoje da primeira reunião preparatória do meu encontro, com Fau Souza me recebendo no Tereza de Liseaux com um sorriso acolhedor! Meu encontro foi coordenado por Cissa Brandão e Junior (Paulo Matias) e foi uma experiência maravilhosa.

Coordenei o Movimento no biênio 2009/2010, ao lado de Fabi Pita e depois Negão. Comecei a participar do Conselho também em 2009 e sou muito feliz em desfrutar da convivência de todos os conselheiros.


MV - Qual a importância do Movimento Escalada em sua vida, depois de tantos anos de dedicação a ele?

Carol - Este ano, 2016, eu completei 20 anos de Movimento. É difícil resumir e colocar em palavras a importância do Escalada em minha vida sem vir a emoção. Mas, olhando pra trás estes 20 anos vejo que o Movimento me trouxe amadurecimento espiritual, me transformou como pessoa, melhorou meus defeitos e me ajudou a explorar minhas qualidades. Construí boas amizades. Direcionei muitas vezes meus projetos pessoais e profissionais a fim de me possibilitarem participar de atividades e assumir responsabilidades dentro do Movimento. Ou seja, o Escalada é uma parte grande e forte de minha vida.

Agradeço muito ter feito Escalada jovem, aos 15 anos, pois pude crescer dentro do Movimento, e ter este acompanhamento espiritual no meu desenvolvimento definiu o que sou hoje.


MV - Escolha um ou dois (no máximo) momentos marcantes na sua vida dentro do Escalada. Nos conte com detalhes esta experiência.

Carol - Com certeza um dos momentos mais marcantes dentro do Movimento Escalada foi a realização do meu Encontro e seu Pós. Cheguei sem conhecer ninguém, já ti